Vidro e Cerâmica

O vidro natural existe desde o início dos tempos. Forma-se quando determinados tipos de rocha derretem em resultado de fenómenos de altas temperaturas, tais como erupções vulcânicas, relâmpagos ou o impacto de meteoritos, que arrefecem e solidificam rapidamente.

Actualmente podemos sudbidivir o mercado do vidro em três segmentos:

  • Vidro plano
  • Recipientes de vidro e vidro de mesa
  • Fibra de vidro

O carbonato de cálcio é usado no vidro enquanto estabilizador, modificando a viscosidade e aumentando a durabilidade do vidro. As propriedades comuns exigidas do carbonato de cálcio para todos os tipos de vidro são: teor de ferro extremamente baixo, características químicas consistentes e baixa humidade. A dolomite, mineral de carbonato de magnésio e cálcio, também pode ser utilizada como um estabilizador de forma a melhorar a resistência do vidro aos ataques naturais e químicos. 

O mercado da cerâmica pode ser dividido em três principais segmentos – pavimentos e revestimentos, faiança, tijolo e telhas cerâmicas porosas. 

Neste capítulo, o Talco é tambem um produto amplamente utilizado na cerâmica. Devido às suas características físico-quimicas, a sua utilização nas pastas melhora a resistência à flexão, permitindo coeficientes de dilatação térmica e retração na cozedura muito mais estáveis.

Para além de areia sílica o carbonato de cálcio é outro principal componente na produção de cerâmicas. O carbonato de cálcio é uma fonte económica de óxido de cálcio que é necessário enquanto fundente a altas temperaturas (1,050°C) uma vez que melhora tanto as propriedades químicas como mecanicas das peças de vidro, reduzindo a retração causada pelo aquecimento.


 

Para mais informações, utilize os nossos contactos